CSS Drop Down Menu by PureCSSMenu.com

terça-feira, 9 de outubro de 2012

V/H/S: Crítica - Horror do Bom e Para Todos os Gostos!


Para começar, quero informar que essa crítica não contém "spoiler" e muito menos qualquer coisa que venha subtrair da experiência cinematográfica e suas surpresas. Aqui no Robô nós REPUDIAMOS SPOILER!!


Muitos filmes tem usado o estilo de filmagem amador, conhecido originalmente por, "Found Footage".
Utilizado para causar impacto, ao público com realismo e originalidade de suas obras, mas infelizmente nem tudo deu certo, alguns filmes tem desagradado e decepcionado muitos fãs de horror, ficção ou qualquer que seja o gênero. Naturalmente o estilo mais atingido pelo Found Footage é o terror, o que poderia ser um novo patamar do gênero tem se tornado um estilo de filmagem saturado ou explorado com pouca criatividade.

Podemos contar nos dedos de uma mão mutilada alguns dos poucos filmes do estilo que realmente valem a pena, pois com passar do tempo o Found Footage, virou uma moda desgraçada, e a cada vez que surge um novo projeto usando a técnica é quase que automático o bloqueio de qualquer aceitação, chegando a sem impossivel não compará-los com obras anteriores. Bruxa de Brair, Cloverfield, Poder sem limites, etc.

Confesso que com V/H/S foi assim também porem, depois de alguns trailers, é quase impossível não ficar tentado e querer ao menos dar o beneficio da dúvida ao filme.

E cara, como um fã doente por filmes de terror, vale muito a pena assistir a esse filme!!!

O aclamado longa dirigido por 6 diretores diferentes e com 6 histórias distintas e bem horripilantes que tem recebido várias críticas positivas em festivais internacionais.

Ti West , Joe Swanberg, Radio Silence, David Bruckner, Adam Wingard e Glenn McQuaid são os manolos que assumiram a tarefa de dirigir pequenos trechos do longa que fala sobre assassinatos, monstros e demônios. Tudo no melhor estilo documental que você já conhece.


Começamos com algumas filmagens de quatro amigos que são verdadeiros pertubadores da ordem publica, os caras vandalizam, picham, invadem... eles chegam ao ponto de praticar atentado violento ao pudor, tudo isso com muita alegria e claro,  documentando todos esses "eventos" sádicos com uma ou mais filmadoras.

Antes que você diga:

- Nossa que coisa besta filmar delitos, fizeram isso só pra iniciar o filme com filmagem amadora!

Isso é muito mais comum na vida real do que você imagina, na Inglaterra três garotos foram condenados por torturar e matar algumas pessoas, muitos dos crimes foram filmados sadicamente. Pesquise e você vera que existem Serial Killers que registraram em video seus crimes, o que tornam nossos "heróis" até mesmo, aceitáveis.

Esses desajustados são contratados para invadir uma casa e pegar uma fita Cassete específica, mas na casa acabam encontrado muitas outras fitas, lembrando que esses acontecimentos estão sendo filmados por dois desses arruaceiros.  Por curiosidade e para tentar encontrar a fita correta, cada um deles acaba assistindo uma fita, cada fita contendo acontecimentos pertubadores e irreais.


São cinco filmagens, cinco historias completamente diferentes uma das outras. Cada historia tem seu próprio traço de horror e segue suas próprias regras, o que vai dividir muito o publico pois temos desde roteiros mais elaborados até um deles que chega ser banal de tão simples.

Os contos de terror são competentes e cumprem seu papel de trazer o horror ao telespectador, aqui não temos tempo para "Mi mi mi" e enrolações como estamos acostumados em Atividade Paranormal. O filme vai direto ao ponto e mostra, de fato, o que o público quer ver.
Entre os "curtas", você vai encontrar medo, morte, assassinato, sangue, tripas, sustos e tudo o que o fã de terror procura, ou não. Um dos principais elementos de fimes do gênero está demasiadamente presente, o sexo, entretanto não é algo apelativo, ele está presente de forma natural e apenas complementa o todo.

Alguns deles temperados com uma aura de mistério sobrenatural, macabro e profâno.
Em todas as fitas ficam persistentes dúvidas e perguntas que vão atormentá-lo mesmo depois de terminar a sessão do filme, pois o roteiro nada explica sobre seus fatos, ele apenas mostra no desenrolar dos contos fica a sensação de um filme cru e algo que permaneceu oculto, longe da luz e escondido na ignorância humana. É essa a beleza de todo esse filme, as duvidas e a falta de explicação fazem com que você
crie na sua mente as lacunas inexistentes estendendo essa experiencia cinematográfica para fora da tela, alem é claro do maravilhoso gostinho de quero mais.


Por ter variados curtas no filme acredito que cada telespectador vai ter suas fitas favoritas, mas o que posso dizer é que V/H/S é um filme excelente e para todos os gostos. Para o publico casual, viciados em cinema e  aficionados pelo horror e Gore, esse filme é altamente recomendado. Temos a ousadia de informar que esse possa ser o melhor filme de terror do ano.

Não importa o tipo de publico V/H/S veio para mostrar como usar o Found Footage de maneira FODASTICA!!!

V/H/S -Trailer:



A estréia do premiado filme está marcada para outubro nos EUA. Por aqui, nada confirmado, ainda.



Um comentário:

Postar um comentário