CSS Drop Down Menu by PureCSSMenu.com

terça-feira, 23 de abril de 2013

A Morte do Demônio - Crítica: Terror brutal de verdade!!!

 Antes de mais nada só gostaria de dizer que o artigo a seguir não tem Spoiler, então fique tranquilo por que tudo o que você vai ler aqui não vai atrapalhar seu prazer de ver o filme.
Parece que depois do ano 2000 o cinema se rendeu aos Remakes e adaptações, 80% de tudo isso é uma bosta, os outros 20% se salva mas, sempre tem um Nerd, chato, besta e com certeza, virgem pra reclamar de algo do filme...
Muitos clássicos voltaram com um novo formato ganhando fervorosos fãs revoltados, A Hora do Pesadelo e Conan - Bárbaro é um exemplo disso.
Então imagine como foi recebida a noticia sobre o Remake do clássico Trash, Evil Dead - A Morte do Demônio??!!

Ninguem queria isso, mesmo com Sam Raimi, diretor e roteirista do original de 1981, ninguem estava confiante nesse filme até que saiu o primeiro trailer Red Band:

EVIL DEAD 2013
Porra!! Com um trailer desses não tem como não ficar animado e esperançoso!!
E assim fui ao cinema para ver mais um Remake, e posso dizer: QUE FILME FODA!!!!
Inicialmente você pensa estar vendo mais um filme Teen, temos David que viaja até a cabana com sua namorada para encontrar sua irmã Mia e mais dois amigos, mas não se engane achando que aqui teremos toda aquela diversão juvenil e o inevitável sexo, Mia é uma viciada em cocaína e todos estão ali para ajuda - la a se livrar de uma vez por todas do maldito vicio...
A relação entre os personagens é uma mistura de magoas e arrependimentos antigos... é o clima já não é tão Teen como estamos acostumados a ver nos infinitos clichês de Hollywood...
Em meio a isso é claro que tudo vai ficar  pior, a cabana esconde segredos nefastos e depois de descobrirem um macabro livro, um poder demoníaco é libertado e então é chegada a hora do terror e do sangue.

O filme é  muito competente com todas suas cenas de Gore, o sangue, a carne a violência e a brutalidade de algumas cenas é maravilhosa, temos momentos aqui da pura arte Trash, ainda que estejamos em 2013!!

Tudo isso foi possível pelo excelente trabalho do diretor Fede Alvarez que insistiu em trabalhar quase que exclusivamente com maquiagens, ilusões de ótica e todo tipo de artificio para que o uso da computação, CGI, fosse anulado quase que completamente.
Incrivelmente bem feita, as cenas de Gore ficaram com um tom muito mais realista, chocante e mais intensas do que o cinema  atual tem nos oferecido.
Fede Alvarez segue a linha de profunda maturidade no longa, o filme, diferente do clássico, se leva muito mais a sério e a cada momento ficando mais e mais tenso, destaco aqui a sequencia final que termina com uma Moto - Serra, cara que cena do caralho, Trash e brutal de mais!!!!
O que algumas pessoas precisam entender é que muitas coisas do filme clássico seriam impossíveis de se colocar nesse novo longa, estamos em outra época, somos outras pessoas, o mundo é outro, muitas cenas do clássico ficariam realmente cômicas se fossem fielmente refeitas aqui nesse novo filme, e isso desequilibraria toda a qualidade apresentada pelo diretor Fede Alvarez e o produtor Sam Raimi, que nos presenteiam com uma nova e brutal visão de um amado clássico do Trash.
Então você me pergunta: "É melhor que o original ??", cara para com isso, sério!
Como disse cada filme é de uma época, o clássico nunca vai deixar de ser clássico e ser um dos maiores Trash da historia, o novo filme é de respeitar tambem, por que hoje é muito difícil fazer um filme tão cru e violento como esse, cada filme é um clássico de sua época e quem ganha com isso são os fãs.
É claro que novamente teremos fãs chatos reclamando de alguma coisa aqui e ali, até eu em certo momento do filme vi uma coisa que não achei certo, e que sim estava errado, então pensei: "Cara que se foda!! É um filme Trash contemporâneo, qual o problema?"
Então abra sua mente para toda a diversão de horror e gore e assista sem preconceitos antes, durante e depois do filme, por que o ele é muito bom e só um idiota não consegue admitir isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário