CSS Drop Down Menu by PureCSSMenu.com

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Gear of War 3 – Crítica, Impressões e divergências.


Simplesmente ÉPICO!

Sem NENHUM spoiler, até porque todos “PRECISAM” experimentar a historia em primeira mão, e se fosse vocês ficava LONGE de fóruns, joguei partes que se alguém tivesse dado spoiler antes teria estragado o jogo.

Os gráficos estão perfeitos. O que mais gostei na campanha até agora é que você não passa por lugares iguais, todo capítulo você está num lugar completamente diferente do anterior.
A história começa muito bem, mas fica boa de verdade “MESMO”, um pouco mais a frente (então, aguenta firme, se achou mediano ainda vai melhorar e MUITO).

Algumas armas novas, embora nessa minha primeira jogada eu usasse pouco, fiquei mais com o combo Lancer/Longshot.


A “A.I.” dos companheiros está muito boa quando eles enfrentam os inimigos. Agora eles usam granada mais vezes, mudam de cover e etc.
No entanto, pra eles nos reviverem, achei a A.I. pior que em Gears 2. Morri várias vezes com eles do meu lado, e em vez de me reviverem, eles continuavam matando os inimigos. Mas nada também pra jogar o Game pela janela, só irrita um pouco.

Que mais?
Cenários perfeitos!
Trilha sonora MUITO BOA (mesmo compositor do Gears 2, ele seguiu o mesmo rumo, nada de muito novo, mas fez um belíssimo trabalho).
Jogabilidade excelente, não mudou em relação aos Gears anteriores. Só mudanças sutis, como a forma de pegar armas/munição no chão (agora é segurando X, não é mais apenas apertando) e aparentemento o game ficou mais rápido e ágil em seus controles.


Não vem com manual (nem mesmo na versão americana, confirmei hoje), vem um folheto mandando ver o manual em um site (que a propósito, NÃO ABRIU quando tentei entrar nele hoje cedo). Argh...

Multiplayer joguei, porem o Matchmaking está UMA MERDA, uma das partidas levou “CINCO MINUTOS” pra achar alguem!
Dizia ter 37.000 jogando na minha região (pelo visto o matchmaking é por região - lixo), e procurava partidas, não encontrava, procurava de novo, não encontrava, e assim ia.

Numa das partidas que entrei, tinha um time de cinco pessoas, contra eu e 4 bot’s.
É uma pena, pelo visto nem os Halos ou COD’s ensinaram a Epic a fazer um matchmaking que preste.

Pelo menos achei o multiplayer divertido, está mais intenso e ágil que Gears 2, agora tem medalhas como em Battlefield, uns desafios como em Reach, bem legal. Se o matchmaking funcionar como deveria, vai ser diversão em longo prazo.

Marcelo Sena


Que isso? Enquanto avanço no jogo, fico me perguntando o porquê que todos aclamam esse jogo?

Tem qualidades, sim claro, gosto dos controles e gosto das armas. O problema “MAIOR” é a porcaria dos personagens, sério, a Epic tinha que despedir quem desenhou isso, até as duas garotas que entraram no game ficam meio apagadas, pois sou obrigado a jogar com Cole ou Marcus.

E as falas do jogo? Sério.... tem momentos que da vontade de chorar ou rir, não posso dar spoiler. Mas falar que a historia do gears é boa, pelo amor de deus né.
O resumo de Gears e Gears 2 duram menos de um minuto, não tem praticamente nada pra contar e o character development é triste!


O outro problema que achei no 3, foi a dificuldade. Assim como você, joguei no Hardcore e morrer e a coisa mais rara do mundo, o jogo esta andando como manteiga de tão fácil, e nas raras vezes que você vai morrer, eu fico mega frustrado porque alguém sempre me salva. Juro que fiquei com sono quando pensei: - ok, mais monstros.

Claro que o jogo em modo Co-op fica mais divertido, claro que o Horde com a galera é legal, isso tudo conta muito para experiência online, não tem o que reclamar e o jogo tem realmente muitas opções em relação a isso, mas enquanto reclamavam das paletas de cores do Killzone, ninguém fala nada do gears que usa as mesmas cores, ou o quanto o jogo e mega repetitivo, o que pode ser completamente ignorado com bom enredo, por exemplo, se me diz que jogo x ou y tambem é sucesso e parece repetitivo, o enredo dele faz você querer avançar mais ainda, porem Gears me lembra muito a primeira vez que joguei Haze.


Até o momento achei, se tratando de single player experience, muito mediano 7,5, estamos acostumado demais com nota 9,0 nessa geração, da uma olhada em ps3 na IGN e vão encontra mais de 6 jogos seguidos com nota 9,0.

Sei que minha opinião sobre Gears é minoria e pareço chato, estou analisando baseado em minha experiência single player, eu gosto muito mais de single Agora jogos como Halo que pode colocar dificuldades insanas, ou Catherine que me faz suar a cada fase e ainda tem uma historia que me faz querer mais ainda passar tudo para continuar, ou ate mesmo o DEUS EX que saiu a pouco tempo e felizmente pude jogar aquela obra de arte, merecem muito mais do que Gears 3.

Mas enfim o jogo valeu muito, principalmente porque tive o prazer de pagar R$129.00 no lançamento em loja normal, sem ser Jack Sparrow da vida, e só por isso já valeu o meu investimento para que mais jogos venham assim, ou melhor, todos!

Lucas Radicchi

Agradecimentos: Marcelo Sena, Luca Radicchi.

Um comentário:

Postar um comentário